Estreia em Salvador

Panorama20H

A loucura entre nós finalmente vai ser exibido em Salvador, dentro da Competitiva Baiana do XI Panorama Internacional Coisa de Cinema. A sessão na capital baiana, cidade que deu origem à ideia, ao desejo e à produção envolvendo as histórias – retratadas sem filtros ou julgamento – sobre os caminhos que percorremos em busca de uma aparente normalidade, acontece no dia 31 de outubro no Espaço Itaú de Cinema (Cine Glauber Rocha), às 20h, e contará com um debate com a presença da diretora Fernanda Fontes Vareille e a produtora Amanda Gracioli (Águas de Março Filmes), após a exibição.

O Panorama Internacional Coisa de Cinema é um dos principais eventos cinematográficos do estado da Bahia – e também do país – e, este ano, acontece no Espaço Itaú de Cinema – Glauber Rocha (Salvador – BA), na Sala Walter da Silveira (Salvador – BA) e na Universidade Federal do Recôncavo Baiano (Cachoeira – BA). Os ingressos custam R$ 10 (inteira), R$ 5 (meia) e R$ 30 (passaporte com direito a 10 filmes do Panorama).

Com patrocínio da Petrobahia e da Carbocloro (através do artigo 1° A da Lei 8685/93, Lei do Audiovisual) A loucura entre nós, da diretora Fernanda Vareille, faz um recorte extremamente poético sobre a vida de pessoas com passagem pelo hospital psiquiátrico Juliano Moreira, em Salvador, cujos depoimentos, histórias e relações propõem reflexões sobre os caminhos, ganhos e perdas que cada um de nós vive na busca por uma possível “normalidade”. Um documentário que quebra o isolamento de pessoas vivendo nos limites de ruptura com a realidade, abrindo uma discussão sobre os paradoxos da reinserção da loucura no mundo em geral.

Crítica do Vancouver Latin American Film Festival

ALOUCURA

A revista canadense SAD Mag publicou uma crítica do filme A loucura entre nós, depois que o doc da Água de Março Filmes participou do VLAFF – Vancouver Latin American Film Festival (cuja 13ª edição aconteceu entre 3 e 13 de setembro no Canadá). A
SAD Mag é uma revista dedicada a cobrir as artes a cultura independentes de Vancouver a partir da perspectiva de escritores e artistas locais emergentes. A crítica de “The Madness Among Us” foi produzida por Nana Heed, que escreveu:

A representação dos entrevistados de Vareille é sensível a ponto de evitar a exploração de uma minoria vulnerável. Elisangela é uma das duas principais entrevistadas, com uma voz poderosa, um relacionamento amoroso com a filha, e um forte desejo de trabalhar duro e preservar sua dignidade na vida”.

Vendo uma combinação de entrevistas preparadas com várias pessoas que acessam a Criamundo, bem como o que foi gravado na câmera após Vareille parecer ter deixado rolar na frente de um portão, ou andando pelos corredores segurando-a, constrói-se um senso de confiança no sentido de suas explorações de “normalidade” e da luta para estar vivo em cada um de nós”.

O filme se desenvolve de tal maneira que você pode se emocionar por cada momento, há um espectro de humor, desgosto e comentário crítico. Nem uma única vez o filme é excessivamente fixado na doença mental de uma pessoa como o principal ponto de inspeção”.

Leia a crítica na íntegra em inglês, aqui!

Crítica do Indie Festival

1509083_10156018756080203_4379184227248342176_n

Setembro tem sido um mês agitado para a diretora Fernanda Vareille, que vem divulgando A loucura entre nós em diversos festivais. No último dia 08 foi a vez do público de Belo Horizonte lotar a sessão do filme no Cine Belas Artes 1, durante a Mostra Indie Brasil. A exibição gerou, inclusive, uma crítica feita por Nayla Avelar para o Clube da Crítica, uma atividade muito bem vinda do Indie Festival! Ela escreveu:

Quem não é louco quando despido de suas máscaras sociais? Como naqueles bonecos que caminham à noite por ruas vazias, inseridos no decorrer da história, há sempre um outro no interior de cada um“.

Para ler a crítica na íntegra, é só entrar aqui.

Trilha disponível no iTunes!

laurent

O compositor francês Laurent Perez Del Mar disponibilizou para vendas no iTunes as músicas criadas por ele para a trilha sonora original do documentário A loucura entre nós, dando a chance para que o público de todo o mundo possa fazer o download de suas composições preferidas.

Quem já viu o filme pôde conferir – e sentir – a força delicada que a música traz para as cenas dirigidas por Fernanda Fontes Vareille. Laurent Perez Del Mar, que foi médico e estagiou em hospitais psiquiátricos, é hoje um nome de destaque na cena de produção musical de TV e cinema na França. Ele admite que ficou com vontade de trabalhar com o filme logo depois de assisti-lo, a convite de Fernanda.

Senti de maneira forte a identidade brasileira, no ambiente, nas cores, na língua; os personagens falam e sou muito sensível ao som das línguas. Tudo me fez sentir o Brasil, por isso, na música, fiquei com vontade de deixar transparecer um pouco as origens latinas. Escrevi com a emoção que senti ao assistir o filme. Foi bem natural.”

Para comprar as músicas da trilha de A loucura entre nós, é só entrar aqui!

Crítica de Rafael Carvalho

CachoeiraDoc+banner

“A loucura emerge não como característica que rotula, mas como um embate constante para não se perder e para não se deixar perder de vista. Há quem nela sucumba e quem na multidão se infiltra, querendo ser mais um entre tantos, dignos de levar a vida adiante”.

A crítica é do jornalista baiano Rafael Carvalho, que assistiu A loucura entre nós no Festival Cachoeira Doc, na Bahia, e publicou suas impressões em seu blog, Moviola Digital. Para ler a crítica completa, entre aqui!

Fotos do Cachoeira Doc

A passagem de A loucura entre nós no Festival Cachoeira Doc, na Bahia, rendeu uma ótima experiência para a diretora Fernanda Fontes Vareille, que pela primeira vez trocou ideias com o público brasileiro sobre questões envolvendo o seu documentário. Após a sessão no charmoso Cine Teatro Cachoeirano, Fernanda e Antoine Vareille, montador do filme, responderam a perguntas do público, formado por muitas pessoas ligadas a cinema. Agora A loucura entre nós segue para o INDIE Festival (08/09), em Belo Horizonte, e para o VLAFF – Vancouver Latin American Film Festival (09/09), no Canadá. Confira abaixo algumas imagens feitas por Geovane Peixoto para o Cachoeira Doc. Para conferir outras, entre aqui.

Público aguarda início da sessão no Cachoeira Doc. Foto Geovane Peixoto.

Público aguarda início da sessão no Cachoeira Doc. Foto Geovane Peixoto.

Fernanda responde ao público após exibição de A loucura entre nós. Foto Geovane Peixoto.

Fernanda responde ao público após exibição de A loucura entre nós. Foto Geovane Peixoto.

Público no debate em Cachoeira. Foto Geovane Peixoto.

Público no debate em Cachoeira. Foto Geovane Peixoto.

Antoine Vareille no debate em Cachoeira. Foto Geovane Peixoto.

Antoine Vareille no debate em Cachoeira. Foto Geovane Peixoto.

INDIE Festival

Indie2

Logo depois de se apresentar no Festival Cachoeira Doc, na Bahia, o documentário A loucura entre nós, da Água de Marços Filmes, segue para uma sessão especial no INDIE Festival, em Belo Horizonte, onde participa da Mostra Indie Brasil, com seis filmes do cinema contemporâneo nacional. O filme será exibido no dia 08 de setembro, às 19h, no Cine Belas Artes 1 (Rua Gonçalves Dias, 1.581, Funcionários), com a presença da diretora Fernanda Vareille!

O INDIE Festival completa seus 15 anos de idade aqui e agora. Sempre em busca de reflexões sobre o cinema independente. Sem querer corresponder a nenhuma lógica externa de mercado ou a regras que determinem seu formato e escolhas, selecionou 65 filmes, de 21 países, com entrada franca em todas as sessões. A ideia é ver o público instigado, com um olhar crítico para o cinema como um todo.

O festival tem também uma programação em São Paulo, mas a Mostra Indie Brasil é restrita a Belo Horizonte. Além de A loucura entre nós, a Indie Brasil contará com Asco, estreia do paulista Ale Paschoalini; My name is now, Elza Soares, da mineira Elizabete Martins Campos; O signo das tetas, o segundo filme da trilogia concebida por Frederico Machado; Sermão dos peixes, que traz um tema pessoal para o diretor Cristiano Burlan; e Trago seu amor, uma ficção de Dellani Lima.

E para desvendar um pouco a relação de cada realizador com o fazer cinematográfico, a equipe do Festival enviou para os seis diretores dos filmes exibidos no Indie Brasil três perguntas. A primeira pergunta era sobre o filme que será exibido no Indie (como surgiu a ideia, como foi o processo de realização); depois queriam saber qual a relação do diretor com o cinema (suas referências, como surgiu o seu desejo de fazer filmes); e, por último, perguntaram sobre a experiência de ter feito o filme e os planos para o futuro. Vindos de lugares, realidades, formações e ambições distintas, as perguntas revelaram uma diversidade de projetos de cinema. Quer conferir as respostas de Fernanda Vareille? Entre aqui!

Vancouver Latin American Film Festival

Vancouver

Logo depois de ser exibido no VI CachoeiraDoc – Festival de Documentários de Cachoeira (no dia 2 de setembro, às 14h, no Cine Teatro Cachoeirano), A loucura entre nós parte para seu primeiro desafio internacional. O documentário baiano da Água de Março Filmes é um dos participantes do VLAFF – Vancouver Latin American Film Festival, cuja 13ª edição acontece entre 3 e 13 de setembro no Canadá.

O VLAFF acontece desde 2003 como plataforma para explorar e celebrar o cinema latino feito no Canadá e na América Latina. No site do Festival, Anne-Mary Mullen (Programadora Sênior e Diretora Geral do VLAFF) escreveu: “Depois de assistir a loucura entre nós, eu senti que o reino da mente era muito maior e mais trágico e mais maravilhoso do que eu já tinha imaginado antes”.

A torcida é para que o filme conquiste no exterior a mesma reação entusiasmada que vem gerando nas sessões já realizadas no Brasil, como no 4o. Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba e no Pirenópolis.Doc, festival de documentário brasileiro onde recebeu o Prêmio de melhor longa-metragem da Mostra Competitiva Nacional (júri popular).

Se você conhece alguém que está em Vancouver, avise: A loucura entre nós será exibido no dia 9 de setembro, às 17h30, com legendas em inglês, no The Cinematheque. Para informações sobre a compra de ingressos, é só entrar aqui. For English information about our film, clik here.

Trilha Sonora chegando!

11828594_10153660793155809_7500375719840020397_n

Quem já viu A loucura entre nós pôde conferir – e sentir – a força delicada que a música do compositor francês Laurent Perez Del Mar traz para o filme. A boa notícia é que em breve todos nós poderemos ter acesso a ela, já que Laurent acaba de mixar a trilha sonora original do documentário dirigido por Fernanda Vareille, para ser lançada para o mundo! Importante nome ligado à produção musical de TV e cinema em seu país, Laurent Perez Del Mar é membro da César Academy e, somente em 2015, foi responsável pela trilha de produções francesas como Pourquoi j’ai pas mangé mon père e Antigang. Para ouvir um pouco da trilha de A loucura entre nós na entrevista que fizemos com Laurent, é só entrar aqui!

Prêmio de melhor longa-metragem júri popular!

11242344_495894767239698_833091682419966559_n

A Loucura entre nós foi um dos vencedores da primeira edição do Pirenópolis.Doc, festival de documentário brasileiro cuja primeira edição aconteceu entre os dias 06 e 09 de agosto de 2015 na cidade de Pirenópolis, em Goiás!

O filme de Fernanda Vareille recebeu o Prêmio de melhor longa-metragem da Mostra Competitiva Nacional (júri popular). Toda a equipe de A loucura entre nós agradece ao Pirenópolis.Doc, ao público que lotou a sessão e aplaudiu entusiasticamente a obra ao final da exibição, aos patrocinadores Petrobahia e da Carbocloro, e a todas as pessoas que, direta ou indiretamente, deram vida a essa obra sobre os caminhos, ganhos e perdas que cada um de nós vive na busca por uma possível “normalidade”.

Próxima parada? VI CachoeiraDoc – Festival de Documentários de Cachoeira. A 6ª edição do festival acontece entre 1º e 7 de setembro de 2015 no Cine-teatro Cachoeirano (antigo Glória) e no Centro de Artes Humanidades e Letras da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, na cidade de Cachoeira, na Bahia.

Aqui, a lista de todos os filmes vencedores do Pirenópolis.Doc:

Brasil S/A, de Marcelo Pedroso
Prêmio de melhor longa-metragem da Mostra Competitiva Nacional (júri oficial)

A Loucura Entre Nós, de Fernanda Fontes
Prêmio de melhor longa-metragem da Mostra Competitiva Nacional (júri popular)

E o amor foi se tornando cada dia mais distante, de Alexander de Moraes
Prêmio de melhor curta-metragem da Mostra Competitiva Nacional (júri oficial)

La Llamada, de Gustavo Vinagre
Prêmio de melhor curta-metragem da Mostra Competitiva Nacional (júri popular)

Babilônia, de Celso Martins
Prêmio de melhor filme da Mostra Infantil (júri popular)

Gerações, de Alexandre Alves, Eliete Aparecida de Assis, Elismar Cardoso e Ilana Vitória Leal
Prêmio de melhor filme da Mostra Regional (júri popular)

La Llamada, de Gustavo Vinagre
Prêmio especial de mise en scène do real de curta-metragem

Carregador 1118, de Eduardo Consonni e Rodrigo T. Marques.
Prêmio especial de mise en scène do real de longa-metragem

Yorimatã, Rafael Saar,
Prêmio especial de pesquisa de longa-metragem