Debate em Harvard

Com a sala completa, aconteceu no último dia 29 de junho em Boston, no auditório Doris and Ted Lee, de excelente acústica e projeção, a apresentação e debate do filme a Loucura entre nós. O nível do debate (que contou com a participação do Dr. Marcelo Veras) na Universidade de Harvard foi bem exigente e durou quase duas horas – provavelmente este foi o debate mais acurado que o filme teve até o momento. Na plateia, profissionais e pesquisadores de diversas áreas – direito, medicina, neurociências, psicologia, direitos humanos -, todos interessados pela gama de temas que o filme suscitou.

Debate_em_Harvard

Descobrimos entre os presentes uma soteropolitana, Julia Jonas Gordilho, advogada em pós graduação. Eis o comentário dela:

“Cresci ouvindo histórias do Juliano Moreira, famoso hospital psiquiátrico em Salvador, e sempre tive curiosidade de conhecer um pouco a realidade dali. Hoje me emocionei com a história de Leonor. Na angústia dos seus questionamentos vi muita lucidez: ‘A vida é pra valer e ela cobra’. É, meus amigos, a vida não é um filme e a omissão tem seu preço. Espero que tenha encontrado a paz e tranquilidade que tanto procurava, Leonor. Parabéns, mais uma vez, Marcelo Veras. Lindo!”

Toda a equipe do filme agradece ao Consulado Brasileiro em Boston pela realização do evento, sobretudo a Carol Campos, mediadora do debate, e a Everton Costa, responsável pelo apoio logístico e técnico.

A Loucura em Harvard

Harvard

Depois da França, de Portugal e do Canadá, chegou a vez dos Estados Unidos receberem uma seção especial do documentário A loucura entre nós, da cineasta baiana Fernanda Fontes Vareille. O filme será exibido na Universidade de Harvard, numa promoção do Consulado do Brasil em Boston que integra as ações de difusão da produção científica e artística do Brasil nos Estados Unidos. O evento está sendo organizado em parceria com David Rockefeller Center de Harvard, considerada uma das instituições mais importantes do mundo nos estudos sobre a sociedade e cultura da América Latina.

A sessão do documentário, que ganhou o título em inglês de “Madness Among Us”, acontecerá no dia 29 de junho e contará com a participação da comunidade internacional de pesquisadores, estudantes e profissionais das áreas e humanidades e ciências da saúde. Serão convidados também membros da comunidade de estudos sobre saúde mental da área de Boston. O evento contará ainda com a presença do Dr. Marcelo Veras, autor do livro homônimo que inspirou o filme, que coordenará após a sessão um debate sobre as questões exploradas na obra.

Festival Path!

post_festivalpath_01

Extra! Extra! O filme A loucura entre nós terá uma exibição especial em São Paulo no próximo sábado, dia 14/05, dentro da programação do Festival Path! Nosso doc participará da mostra competitiva “Festival Path de Documentários”, com jurados e premiação.

A sessão será às 13h no Ballromm 3 do Centro de Convenções Rooftop, localizado no mesmo prédio do Instituto Tomie Ohtake (Rua Coropés, 88 – Pinheiros, São Paulo).

O Festival Path é um evento múltiplo: a programação é formada por palestras em diversos formatos (painéis, entrevistas, workshops, falas, lançamentos de livros, entre outros), shows no Estúdio e nas praças, onde também acontece a feira gastronômica com foodtrucks, festival de filmes documentais, exposição de arte, festas, rodadas de negócios, feira de start ups, feira maker de robótica, salas para networkings. Tudo fica muito próximo, num formato ideal para transitar pela Cidade Path a pé. A ideia é conhecer o espaço criado pelo Festival Path ocupando-o, vendo seus caminhos de perto e se mexendo. As ruas estarão propriamente sinalizadas e os monitores ficarão a postos para indicar os caminhos.

A mostra de filmes brasileiros, presente nas edições anteriores do Festival Path, evoluiu para o primeiro Festival Path de Documentários (do qual A loucura entre nós faz parte). Ele é gratuito e de livre acesso ao público, por ordem de chegada. Em caso de lotação, a preferência vai para os participantes credenciados.

mapa

O Festival Path acontece simultaneamente em locais próximos entre si, no bairro de Pinheiros, em São Paulo: Instituto Tomie Ohtake, Rooftop5 (centro de convenções no mesmo prédio do Instituto Tomie Ohtake), Estúdio, Praça dos Omaguás, Praça Praça Reverendo João Yasoji Ito, Praça Prof. Resende Puech, Museu A CASA, Teatro Cultura Inglesa. Lapa 40º e Centro Cultural Rio Verde.

As atividades gratuitas do Festival Path são o festival de documentários, os shows nas praças e a exposição Arte Atual – As Coisas Que Não Têm Nome. Para maiores informações sobre o Festival Path de Documentários, entre aqui. Para tirar dúvidas sobre o Festival, a página é essa!

path_flyer